15 março 2012

Clausura




Clausura [JMB©2012]





Soltar de ti fera enclausurada
preencher de ânsias corpos ausentes
quebrados de espaços separados
em murmúrios de azuis
portos alcançados.




De ternura farta, de amor as palavras
até onde as quisermos levar. Deambular
na distância atávica espreitar
das cinzas as mãos e a cintura
no fogo o desejo proibido prometer...





Protected by Copyscape Plagiarism Tool

1 comentário:

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.