14 junho 2011

Doçuras e Amarguras



                                                                                                                                                      À eterna cumplicidade...



Doçuras e Amarguras [JMB]


 



divagar                        devagar
como pressentindo o horizonte
inatingível deseja ultrapassá-lo
 


devagar                        divagar
numa pausa da íngreme subida
como quem restabelece forças
e finalmente ouvindo o coração
 


sentar                             sentir
na melancolia de uma pedra fria
como não sabendo onde se está
pressentindo o caminho adiante
 


árdua transcendência desejo mundano
atingindo no âmago da alma o querer
na infinitude nossos passos errantes
levados por onde os abraços talismãs
ou azuis ou infinitamente comoventes




Convite1
Luisa Vaz Tavares - Doçuras e Amarguras_capaConvite2




Protected by Copyscape Plagiarism Tool


1 comentário:

Centelha Luminosa disse...

Ahhh, como eu gostaria de estar presente ao lançamento do livro da Liz...Mas daqui do Brasil, eu vibrei muito pra que fosse e continue sendo um sucesso! Grande e maravilhosa mulher é a nossa amada Liz!
Erg, você é um amigo e tanto, por tanto carinho e apoio à nossa amiga. Que bom que tu existe!
Adorei vir aqui.
Bjos e abraços da Lu...