29 abril 2010

Caminhos de Santiago (Parte I)




 
Caminhos Santiago



Não passes pelo Caminho...
  deixa antes que o Caminho passe por ti...




I - A MOTIVAÇÃO

São Tiago Maior Desde criança, fui ouvindo, em casa dos meus avós e à lareira, intrigantes histórias de caminheiros e peregrinos que, partindo das mais variadas localidades, percorriam montes, caminhos e veredas rumo a Santiago de Compostela, na Galiza. Ao túmulo onde se encontram depositadas as relíquias de São Tiago Maior, discípulo íntimo de Jesus de Nazaré, Apóstolo decapitado e primeiro mártir da Igreja.

Meu pai é natural de Santiago de Piães, Cinfães do Douro, e talvez por S. Tiago ser o padroeiro da terra, o culto e veneração ao Santo fossem mais intensos. Minha mãe é de uma freguesia contígua, S. Cristóvão de Nogueira e era na casa dos seus pais que eu ouvia contar as mais mirabolantes histórias, misto de realidade e fantasia, que me encantavam e seduziam.

Vieira Meu avô materno, na eira e à noite, mostrava-me no céu nebulosas de estrelas, sendo que lembro algumas constelações que me pareciam desenhar uma estrada no céu: ele chamava-lhe "O Caminho para Santiago" e bastaria aos peregrinos, à noite, sondarem aqueles céus para acharem o rumo certo da sua devoção.
Desta forma encontro alguma explicação para, desde sempre, eu ter tido este enorme fascínio e apelo pelos Caminhos de Santiago que perdurou até hoje.

Em 1996, com um enorme lamento, não pude participar com quatro amigos numa peregrinação em bicicleta. Com eles partilhava passeios pelas montanhas no Parque Nacional da Peneda-Gerês, no Parque Natural de Montesinho, Serras de Valongo e outros locais. Não os acompanhei durante uma semana porque a Inês tinha três anos de idade e a Helena apenas cinco meses, mas sempre fiquei com a ideia fervendo na minha cabeça.

Um dia irei!… tinha a certeza, sendo apenas uma questão de tempo e oportunidade.
 

Antigo Mapa Caminho 

Apesar de a minha família ser religiosa e, consequentemente,  eu ter tido uma educação em conformidade (fui catequista e animador de grupos durante vários anos), não sei bem se era a Fé que me movia ou se o fascínio inculcado no meu espírito; se o gosto pela aventura Mapaou se o prazer de caminhar através das montanhas, calcorreando um caminho medieval, trilhado desde há séculos.

O certo é que a ideia dos Caminhos de Santiago nunca deixou de me perseguir tendo, em Dezembro de 2007, realizado uma das etapas a pé, desde S. Pedro de Rates (Vila do Conde) até Barcelos, com a Helena e o seu grupo de Escuteiros, num total de 16,2 km. Serviu para me aguçar ainda mais o apetite!

No ano passado adquiri Santiago Pela Via Lunar – Peregrinação pelo Caminho Português da brasileira e peregrina Celina Fioravanti, Editora Pergaminho (há imensos brasileiros a fazer a peregrinação) que serviu de motor de arranque para, nos últimos meses, vasculhar vários sítios e blogues portugueses,  brasileiros, espanhóis e franceses em busca de diários, notas de viagem, experiências, percursos, mapas, tracks de GPS, simbologia, etc. Toda a informação recolhida será importante.

Voltando um pouco atrás, nunca me dispus, verdadeiramente, a fazê-lo. Ora por um motivo, ora por outro e por outro… foi sendo sempre adiado. Gostava de concretizar este sonho mas nunca encontrei aquela motivação para, realmente, meter os pés ao Caminho...
Descobri agora uma razão para o fazer. Um motivo suficientemente forte para, sem vacilar, ir por diante...
É este Caminho que comecei a percorrer, aquele que me leva de mim… e passa por ti…!  É este Caminho iniciado no centro histórico onde nasci,  no Porto, que eu me disponho percorrer…

A solo e em autonomia total.

Apenas com a bicicleta e com o mínimo de bagagem; com a força inabalável de alma e pernas, com a vontade inadiável de, através do sofrimento e da alegria, da solidão e do gozo pela natureza - num encontro comigo próprio -,  vencer todos os obstáculos e, finalmente, dar corpo a este meu sonho de criança!

Não tanto por uma questão de Fé, propriamente dita, mas por um Acto de Amor e realização pessoal.

E levarei uma prece, concerteza, mas essa… permanecerá íntima!
 
  (Dezembro 2009)
 
 

Brevemente, será divulgada a data prevista para o evento, neste Ano Jubileu.
   

Caminhos (treino)#04  [JMB]Caminhos (treino)#03  [JMB]

Caminhos (treino)#01 [JMB]Caminhos (treino)#02  [JMB]



 
Cruz de Santiago  


 
Protected by Copyscape Online Plagiarism Detection



Sem comentários: