11 julho 2009

Para que se veja! (Falso díptico com dedicatória...)



FALSO DÍPTICO
[a partir de uma ideia de um certo Fotógrafo, supostamente… mas ele não sabe!]




Branco [JMB]  Preto [JMB]




Explicação breve para uma melhor leitura das imagens



Porquê o Preto e o Branco?

Desde muito cedo que o inabalável fascínio pelo P&B permanece intocável.
Por ser o veículo encontrado e assumido na interpretação e transposição da realidade, à posteriori legendada e transformada.

Porque o que interessa na imagem não é a cor que dela imana mas, tão-só, a sua verdadeira estrutura que, inexoravelmente, lhe confere forma, conteúdo e interesse.

Tantas vezes a cor se revela, afinal, enganadora, atraiçoando a génese e o seu fundamento.
Tantas vezes a ilusão arrebatadora de um azul-celeste, de um verde viçoso ou de um rubro incandescente nos apaixona…

No entanto e amiúde o essencial fica prisioneiro invisível e camuflado nas cores do nosso deslumbramento.

Por isso o P&B é sincero.

Por isso o P&B é estrutural.

Por isso o P&B está na origem de todas as coisas.

Por tanto e por mais ainda o P&B é rude e directo. Ou diz ou simplesmente não diz nada.

Será sempre necessário uma atenção secundária – mas essencial – para nos despirmos, para despir a imagem das cores com que se adorna e procurar na sua raíz esse incomensurável universo dos cinzentos.

É aquela luz subtilmente captada que revelará a verdadeira geometria dos sonhos.
A íntima textura de um corpo. De luz…

Pelo que a eterna sedução pelo P&B tem que vêr, tão simplesmente, com a origem, a verdade e a essência das coisas.




IMAGEM CLARA
original de Abril de 2008
 
IMAGEM ESCURA
editada em Março-Junho, (re)toque final em Julho de 2009
 
 


Page copy protected against web site content infringement by Copyscape


Sem comentários: