14 março 2009

Olha para a noite!

 

 

 

Olha para a noite... #01

 

 

 

Olha a madrugada adormecida,

Vê como cantam as nascentes.

Ouve a alvorada breve

No canto dos galos

E as andorinhas,

 

Descendo de seus beirais furtivas,

Poisam no parapeito

Na tentativa de um último vislumbre

Da tua janela.

Dormes um sono profundo…

 

As asas batendo estridentes no vidro

Gritam,

Despedem-se em alegre adeus.

Estão mais uma vez de partida

Nova, prolongada viagem,

Para muitas sem retorno.

Algumas jamais regressarão,

Com certeza,

Na ainda longínqua próxima

Primavera.

 

Ei-las que partem

E não voltam

Ei-las que vão

E eu…

Olha para a noite... #02

 

 

 

Page copy protected against web site content infringement by Copyscape

Sem comentários: