24 março 2009

O Pintor, a Música, a Poesia ou Van Gogh, Pink Floyd Eu & Tu…





O Pintor, a Música, a Poesia...



Numa folha em branco onde tento a escrita
poisa a música suavíssima
dulcíssima melodia que se me entranha.
Van Gogh nesta noite de solidão esculpida
e as frases já feitas: 


L’amitié vraie,
C’est comme la mer.
Elle s’en va,
S’en revient,
Mais elle est
Toujours là.



Tento um céu - de muitas, enormes estrelas ainda
e a doce música - de azul encantado…
Le Café, le Soir
e revejo, na sobriedade de algumas mesas vazias
o vazio de que sou parte.
Há gente na rua ainda, distante.
Distante
entre o fraseado simples da guitarra
e o fracasso
ligados  ao meu corpo incandescente.





Mesmo defronte das janelas
verdes janelas
de par em par abertas
a árvore.
Também ela de verde despida
se agitando a uma brisa soturnamente suave.


E as pessoas se entrecruzam:
são meus passos que oiço – não os daqueles
que por mim se passeiam vagueando.
Algumas mesas continuam lá
de desleixo, atiradas a um canto e
vazias.
Sobretudo mesas vazias à espera
que nos sentemos para um café na esplanada da noite terna.



A noite transmite aos prédios circundantes
do outro lado da rua
tons [azuladamente] quentes
aqueles que desejaríamos possuir entre nossos dedos.
O amarelo da parede como que nos atraiçoa o olhar
entre nós distante. 





Não tenhas medo!
Sentemo-nos nas cadeiras de uma qualquer mesa vazia
e docemente esperemos que a madrugada nos venha buscar
em seus horizontes húmida.
Não sejam estas estrelas tão distantes
quanto brilhantes.
Podemos possuí-las longamente
sem que nos levantemos da mesa de ferro.


A luz [amareladamente] gasta pelo tempo
deixa-te com um ar pálido
entrevendo-se uma beleza singular que existe nesse teu rosto
- que só eu vejo -
de esperas tranquilo.
Simulacro de desejos
e sonhos antigos.


Amo-te assim
nesta música que me tolhe o movimento
desta pintura onde me escondo
na sensação de te possuir sem te ter.
Elle s’en va,
S’en revient.


Mesmo que todos partam…
Mesmo que todas as janelas se nos fechem…
E as luzes se apaguem…
Mesmo que seja a hora do café a fechar
… elle est
Toujours là.


[How I Wish You Where Here…!]



IMAGENS:
Capa do álbum Wish You Were Where de Pink Floyd
Reprodução de Le Cafe, Le Soir de Vincent Van Gogh


Page copy protected against web site content infringement by Copyscape

Sem comentários: