27 outubro 2008

Quem?... Só tu!





“Quem?”



Só tu estarás quando eu estiver só à lareira


Só tu me beijarás os olhos como agora o fazes


Só tu sentirás a poesia,


Da melodia que será nossa vida inteira


Só tua carne eu sentirei na minha


Só teu corpo apertarei, forte, no meu


Só contigo eu esperarei que apareça a lua


Só a ti oferecerei todo o meu dia


Só tu meterás teu braço no meu braço


Só tu me farás as meiguices que agora fazes


Só tu, meu amor, me darás os beijos que agora já são meus




Oh Deus, que alegria, só tu na minha vida


E a felicidade infinita


De seres para mim aquilo que hoje já és…




(Inspirado num poema de autor incógnito)


Page copy protected against web site content infringement by Copyscape

1 comentário:

Ana Cristina disse...

É ESPANTOSO COMO ALGUÉM PODE ENTRAR NA VIDA DE UMA PESSOA ASSIM,TOMANDO TODOS OS ESPAÇOS!A PONTO DE QUERER VIVER TUDO QUE SE PODE VIVER AO LADO DESSA PESSOA.CAUSANDO TIPO UMA DEPENDENCIA,NÃO SEI SE ISSO É BOM OU RUIM...SÓ O TEMPO DIRÁ...