02 outubro 2008

De cal e mar...





Brindemos aos nossos amores
Feitos de cal e mar
E lua plena.


Que nossos olhos oceânicos brinquem
No indomado horizonte
Em que as falas e os silêncios
Pendurados
Tranquilos floresçam fartos.


De ti
Apenas as juvenis quimeras
Insensatas
Cansadas de esperar...

Page copy protected against web site content infringement by Copyscape

3 comentários:

Nina disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Nina disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Ana Cristina disse...

Todas as palavras lindas reunidas, não sabem expressar exatamente o amor...
Como todos os lugares lindos do mundo não podem jamais exprimir o que é beleza de fato...
Pois tudo isso está dentro de cada um de nós e o que podemos fazer realmente é apenas sentir tudo isso e ousar passar para uma folha de papel, sem nunca jamais sequer chegar à perfeição!