30 maio 2008

Sinais




Trago no peito
Sinais de violência
Marcas evidentes
De um amor ardente
De um amor perdido.


Ao rochedo me agarro
Mas falta o alento
De continuar perdido
Neste mísero castigo.

Nestas pedras que piso
Frias
Insensíveis
Nelas vomito.



Page copy protected against web site content infringement by Copyscape

Sem comentários: