23 maio 2008

Lembra as noites de verão




Lembra as noites de verão em que nos conhecemos…


Foi numa dessas
A primeira
Em que nos encontrámos
E abraçados nos demos
Vestidos nos entregámos às estrelas e aos deuses.


Hoje aquela estrela não brilha.
Já esqueceste as tardes quentes de verão?
As noites húmidas em que acordados permanecíamos?


Já lá vem Setembro
E com ele a tristeza dos dias pequenos
Eles me falam de ti.


O vento
O sussurro das ondas
Que a noite se nos abre.
(Fiquemos para a madrugada…)


É à noite que o nosso sussurro mais íntimo se faz ouvir
É na frescura molhada da madrugada que nos acoita
É a noite escura das carícias
É a lua que nos impele…



Page copy protected against web site content infringement by Copyscape

Sem comentários: